Brasilgamer.com.br

Por que alguns jogos do PS4 Pro são piores do que no PS4 normal?

Resoluções superiores podem afetar a performance - e isso não devia acontecer.

O PlayStation 4 Pro continua sendo testado na Digital Foundry e apesar das impressões serem positivas para as suas capacidades - especialmente junto a uma TV 4K - existe um aspecto na performance de alguns jogos que nos preocupa. Vários jogos rodam com uma performance inferior à das versões no PS4 normal, supostamente devido ao suporte para resoluções superiores. Segundo o que sabemos, isto vai contra os requisitos técnicos que a Sony apresenta aos estúdios, e é algo que não esperávamos ver nos jogos finalizados.

Não é um problema universal que se aplica a todos os jogos (já vimos incríveis melhorias em alguns) e a extensão dos problemas varia de jogo para jogo, e de cena para cena. No entanto, a conclusão é que em Skyrim, The Last of Us e Mantis Burn Racing, o gameplay será mais suave no PS4 normal. Deus Ex: Mankind Divided é mais complicado: algumas cenas exibem um frame inferior, outras entregam uma performance mais consistente.

Para o suporte 1080p, o Pro converte o modo 4K para todos estes jogos, oferecendo uma qualidade de imagem melhor via super-sampling. No entanto, as áreas onde a performance surge degradada continuam afetadas ao rodar numa TV full HD - significando que os usuários do Pro nada podem fazer para ter uma experiência mais suave nestes jogos. Na verdade, o PS4 normal roda estes jogos com uma performance superior à custa de alguma qualidade de imagem.

O mais surpreendente poderá ser mesmo em The Last of Us Remastered, uma produção da Naughty Dog. Conhecida por ser uma casa de alguns dos melhores programadores da indústria, e pelas suas soberbas capacidades de otimização. The Last of Us foi altamente divertido de revisitar no Pro. Temos uma resolução de 3200x1800 a 60fps, subindo para nativa 4K a 30fps. Também é um dos melhores jogos HDR que já vimos. Se tiver uma TV 4K, perder 2-5fps na performance em favor de 60fps não parece algo ruim, mas não podemos optar por uma melhor performance.

Tom fala sobre o problema da performance pior no Pro numa análise detalhada a The Last of Us Remastered.

No entanto, se o Pro estiver ligado a uma TV 1080p, não existe HDR e o aumento na resolução surge na forma de melhor anti-aliasing via down-sampling. A troca não é tão boa - nem deveríamos ter de falar em compromissos, e a experiência devia ser protegia pelos requisitos técnicos da Sony aplicados a todos os estúdios. Todos os jogos do Pro devem rodar com o mesmo frame ou melhor, independente da maior resolução ou funcionalidades adicionais. The Last of Us é o exemplo mais óbvio, porque qualquer impacto na performance no PS4 normal é pior no Pro. Em alguns casos, o jogo normal roda a 60fps fixos, enquanto no Pro perde frames.

The Last of Us destaca-se porque o diferencial na performance é frequente. Outros jogos mostram flutuações menores durante o gameplay, na maioria do tempo a performance é igual. Skyrim, por exemplo, é um jogo com uma sensação muito similar - bloqueado a 30fps, a versão Pro consegue fazer isso. As melhorias incluem distância de visão para vegetação superior, mas a principal melhoria é a resolução - a versão Pro roda com uma resolução 4x superior à da versão PS4 normal, oferecendo 4K nativa. No entanto, em cenas repletas de efeitos alpha, os frames podem cair, o que não acontece no PS4 normal.

Super-sampling no Pro oferece melhorias nos detalhes, mas a melhoria no anti-aliasing é limitada, uma vez que a solução AA temporal a nativa 1080p já é muito boa. A apresentação também é suave, por isso temos uma divisão 1080p/4K: numa tela ultra HD, preferimos jogar no Pro e desfrutar de um belo aumento na resolução a todo o tempo e ocasionais quedas no frame. No entanto, a 1080p, preferimos a performance mais consistente em todo o jogo que o PS4 normal oferece e uma experiência geral mais suave. Mas, mais uma vez, não deviam existir estas diferenças.

Skyrim oferece uma performance quase idêntica ao do jogo rodando no PS4 normal e roda a 4K nativo - mas existem pontos problemáticos para a performance e no PS4 normal é mais suave em todo o jogo.

Deus Ex: Mankind Divided é um jogo interessante. Após a primeira missão, seguida por uma cutscene feita com o motor, temos resultados interessantes. O modo de resolução superior consiste num sistema de resolução dinâmica que vai até 4K, usando a técnica checkboard. A cinemática em Praga é notável pela sua má performance no console normal, enquanto no Pro até oferece melhorias - frames superiores e sem tearing. No entanto, a primeira missão roda perto de 30fps fixos no PS4 normal e no Pro não. No pior temos quedas para 20fps - algo que não é aceitável numa experiência Pro. Deixa um sabor amargo em quem jogou o original.

Iremos continuar testando os jogos no PlayStation 4 Pro e apresentando as descobertas assim que possível - estamos limitados pela disponibilidade do console. Podem verificar o nosso canal do YouTube com as primeiras impressões, mas apesar de apenas alguns jogos serem afetados, sentimos que isto devia ter sido avançado o mais cedo possível. De forma alguma o PS4 Pro deveria oferecer qualquer tipo de inferiorização em qualquer parte da experiência comparado com o modelo normal, e apesar de compreendermos que qualquer lançamento de console apresente desafios para os programadores, não é uma boa ideia quebrar os requisitos técnicos quando o sistema ainda tem tanto para provar. A performance está intimamente ligada à qualidade da experiência de jogo e o PS4 Pro é obrigado a igualar ou exceder os frames do PS4 normal, é um dos requisitos técnicos.

Apesar de ser um problema que nos preocupa muito, devemos ter em conta que são os primeiros dias e já vimos muitos jogos que igualam ou ultrapassam a performance, e ainda apresentam melhorias visuais. No entanto, análises mais profundas começam a revelar que mesmo alguns jogos no Pro otimizados para 1080p podem exibir problemas. Rise of the Tomb Raider acerta em tudo, oferecendo modos full HD melhorados e tem um aspecto lindo a 4K. No entanto, após um início promissor nos primeiros níveis, descobrimos agora que nos níveis mais desafiantes temos problemas - vejam esta imagem. O PlayStation 4 normal roda a 30fps fixos com um ritmo de frames perfeito. No entanto, o modo 4K e o outro de visuais enriquecidos exibem uma ordenação realmente ruim nos frames, enquanto a 4K em alguns casos corre com um frame inferior, comparado com o PS4 original. O frame desbloqueado é mais rápido, mas não consistente. Para os que procuram uma experiência fixa, a 1080p30 consistentes em Rise of the Tomb Raider, o melhor é optar pelo PS4 normal.

Vale a pena dizer que muitos jogos funcionam no Pro tal como deveriam, oferecendo melhorias e um frame igual ou superior, mas ainda gostaríamos de ter a opção de rodar com as especificações do modo base com a CPU do Pro e melhorias GPU totalmente desbloqueadas. Pelo menos, ser capaz de rodar com menos, ou nenhuma, queda na performance seria bem-vindo. Portanto, em The Last of Us, um simples modo 1080p60 que garantisse uma performance que nenhuma versão atual do jogo consegue entregar, seria ótimo (talvez aplicando um downscaling de 1440p para 1800p?) precisando de algum trabalho. Nem todas as atualizações Pro precisam oferecer grandes melhorias - mas é preciso existir uma garantia fundamental que o Pro nunca irá produzir uma performance pior que a do PS4 normal. A conclusão é que jogos que façam isto estão minando todo o conceito do Pro.

Apresentamos estas descobertas à Sony que nos respondeu: "Estamos cientes do problema e investigando."

Comentários (11)

Os comentários estão agora fechados. Obrigado pela sua contribuição!

  • Carregando...