Brasilgamer.com.br

É necessário instalar a atualização de lançamento para The Witcher 3 no Xbox One?

Também temos as primeiras impressões da Atualização 1.01 no PS4.

Depois de um fim-de-semana testando The Witcher 3 no Xbox One, acreditamos que instalar a atualização 1.01 é uma espada de dois gumes. Por um lado, o arquivo de 588MB melhora o frame ligeiramente, e corrige ainda pequenos erros. É uma experiência mais polida com a atualização - menos pop-in de geometria nas ctuscenes, menos sombras piscando e outros ajustes.

Mas também tem contras. É aparente que com a atualização oferece custos. A maioria delas estão relacionadas a trepidação nas cutscenes. Os arquivos de vídeo codificados apresentam os maiores pedaços do enredo - tais como a abertura, flashes do passado e o dramático final do tutorial - enquanto nas outras cenas menores é usado o motor do jogo.

Estes vídeos surgem sem interrupções entre cenas in-engine, escondendo o belo efeito das telas de carregamento. No entanto, é fácil ver em que tipo de cena isso acontece baseado no frame. Vídeos codificados trepidam muito após a atualização, com quedas para 22fps sendo impossível ignorar. Testamos várias vezes com e sem atualização e em todas as vezes sem atualização o jogo é mais suave, mesmo sem ficar fixo nos desejados 30fps.

Na verdade, mesmo sem atualização, estes vídeos apenas trepidam devido a problemas no ritmo de frames. Acreditamos que estes arquivos codificados receberam menor prioridade após a atualização pois é dada prioridade ao streaming ao fundo que é preciso para carregar o próximo segmento de jogo.

Análise ao frame em The Witcher 3 no One, comparando o jogo com e sem a atualização 1.01. A performance fica melhor nas cutscenes que usam o motor e temos leves melhorias no gameplay, mas os vídeos pré-renderizados trepidam muito mais.

Outras mudanças afetam o aspecto dos visuais. O filtro de texturas está pior no tutorial - indo para algo similar a 4x filtro anisotrópico. Sem atualização, as texturas no castelo são simplesmente mais claras em ângulos apertados. No entanto, testamos e muito isto fora do tutorial, e a diferença desaparece por completo. Fora de White Orchard, ambas usam uma forma absolutamente idêntica para o filtro no chão, acreditamos que possa aumentar ou diminuir dependendo da área.

As sombras ficam um pouco piores. Mesmo tendo em conta a variação na posição das nuvens (a iluminação muda pelas planícies), igualar isso com a hora do dia mostra que com a atualização temos menos sombras. Provavelmente relacionado com a otimização das distâncias no One, onde a maioria das sombras acabam surgindo quando nos aproximamos - simplesmente o alcance de renderização não é tão grande quanto originalmente. É mais fácil ver o dithering com a atualização e por diversas vezes as sombras ficam completas enquanto passamos por elas.

Estas inferiorizações destacam-se quando as vemos lado a lado, especialmente porque a mudança ocorre à distância. A única excepção é perto do local de treino no castelo - a vegetação produz sombras mais pesadas nas paredes do castelo. É claro que a CD Projekt RED esforçou-se para melhorar a performance no Xbox One, sem tirar muito dos visuais.

A performance é um grande pró para a atualização 1.01, mesmo não sendo plenamente ideal. No One temos um frame desbloqueado que varia entre os 30-40fps, a v-sync é ativada para evitar tearing. O infeliz contra disto é que temos um problema no ritmo dos frames, causando a sensação de trepidações. Muitos destes problemas foram apontados nas primeiras análises e talvez estejam relacionados com os momentos em que excede os 30fps, ao invés de quando desce abaixo disso. É algo que iremos verificar com mais detalhe.

Xbox One UnpatchedXbox One Patch 1.01

A atualização no One diminui a distância de visão das sombras para melhorar a performance.

Xbox One UnpatchedXbox One Patch 1.01

Mesmo em momentos iguais do dia, as sombras são inferiores com a atualização.

Xbox One UnpatchedXbox One Patch 1.01

A qualidade do filtro de texturas no tutorial também ficou pior.

Xbox One UnpatchedXbox One Patch 1.01

Outra imagem que mostra como até a claridade ficou pior.

Xbox One UnpatchedXbox One Patch 1.01

Mesmo em segmentos de gameplay isto afeta o chão ,mas apenas vimos diferenças no tutorial.

Xbox One UnpatchedXbox One Patch 1.01

O filtro de texturas é igual nos locais selvagens. Reparem na redução das sombras.

Xbox One UnpatchedXbox One Patch 1.01

Outra imagem onde nenhuma versão fica bem com a qualidade do filtro de texturas.

As primeiras horas no One mostram um jogo bem otimizado para se manter a 30fps fixos, por isso não sabemos porque não está fixado para ficar mais suave. No entanto, é uma melhoria sobre o que havia antes; a atualização de lançamento permite que as cutscenes corram 3-4fps mais rápido. A atualização mantém quase tudo a (ou acima de) 30fps sem quedas ao aplicar feitiços - na pior das hipóteses temos quedas para 26fps sem a atualização numa luta com um grifo.

A conversão dinâmica de resolução no One também pode ajudar a manter este nível de performance - presente com ou sem atualização. Na teoria, permite que o motor passe de 1600x900 para 1920x1080, dependendo da carga sobre a GPU. No entanto, não existem tantas mudanças - na maior parte do tempo é um jogo a 900p e as únicas cenas a 1080p são as cutscenes em vídeo e a tela do título. Mesmo baixando a carga sobre a GPU olhando diretamente para o céu, o jogo roda a 900p. Notamos que algumas cenas interiores rodam no que parece ser algo superior a 900p, mas não é 1080p.

A noção que qualquer elemento na apresentação visual de The Witcher 3 está sendo comprometida numa atualização certamente será controversa, mas tendo jogado com e sem atualização no One, o código atualizado é claramente preferível. As sombras inferiores não é algo ideal, mas dificilmente estraga a diversão - e o aumento na performance é bem-vindo. A reprodução de vídeos são o maior problema e esperamos que sejam corrigidos. Se o estúdio implementar um bloqueio a 30fps o ritmo de frames será ainda melhor.

Antes de um Frente a frente completo, podemos dizer ainda que testamos a versão para PlayStation 4 com a atualização 1.01 e podemos dizer que o problema de trepidações nas FMVs é menos problemático no PS4 - a reprodução de vídeos é mais consistente. As definições visuais do motor parecem ser iguais nos dois consoles, mas o PS4 parece rodar com 30fps fixos, dando uma atualização mais consistente. Também podemos confirmar 1080p.

Comentários (4)

Os comentários estão agora fechados. Obrigado pela sua contribuição!

  • Carregando...