Brasilgamer.com.br

FIFA 17 - Análise

O Frostbite pode ser o inicio de uma nova era.

Depois de PES 2017, agora é a vez de FIFA 17 entrar em campo e tentar provar se é melhor ou não que seu mais forte concorrente. Desenvolvido com a Frostbite, um dos principais motores gráficos da indústria, FIFA 17 quer entregar autenticidade, ação realista, levar os jogadores a novos mundos do futebol e apresentar aos jogadores personagens cheios de profundidade e emoção. Será que tudo isso foi mesmo entregue na versão final. Vamos conferir!

Para começar, foi essa releitura do modo carreira para um jogador que pode aumentar exponencialmente o nível de envolvimento na história. O objetivo é trazer algo novo, tanto para as simulações de futebol, como no que diz respeito aos jogos de esportes em geral. Nesse modo intitulado A Jornada, os fãs poderão viver sua história dentro e fora dos gramados como um jogador aspirante na Premier League, Alex Hunter, que busca deixar sua marca. Vamos visitar novos mundos do futebol, conhecer personagens cheios de detalhes e navegar por altos e baixos emocionais de suas histórias únicas, com decisões fora de campo que influenciarão o desempenho no campo, além de interações com personagens na temporada 2016/17 enquanto joga por qualquer um dos 20 clubes da Premier League. Vindo de uma família de jogadores, Alex Hunter começa a escrever seu legado pessoal.

No caso de você optar por controlar apenas Hunter, a vitória nem sempre depende de você. Como atacante, não importa se você optar por ser meio-campista ofensivo ou ponta, muitas vezes você vai ter que esperar pelo passe ideal de seus companheiros. Isto significa que, acima de tudo, você precisa esperar que sua equipe seja capaz de suportar a força do adversário.

Isso destaca um dos problemas históricos da série FIFA, ainda presente nesta edição, apesar da mudança do motor de jogo: a inteligência artificial ainda é pesada. Ver duas equipes controladas pelo CPU se enfrentarem não é, de fato, o melhor negócio, já que eles jogam um futebol um pouco estranho, chato e sem imaginação. A situação melhora se você decidir verificar toda a equipe, mas neste caso você vai notar que nem sempre os movimentos harmoniosos entre o jogador e seus companheiros é muito credível, ou seja, é muito menos divertido do que PES 2017.

Para o restante, no entanto, o esforço da EA Sports em criar uma espécie de filme interativo pode ser considerada bem sucedida, graças à excelente integração entre as fases do jogo e da história. Há ainda outro espaço para melhorias, tais como uma maior liberdade para personalizar o protagonista ou suas escolhas, o que melhora significativamente o fator replay deste modo.

Sobre o Ultimate Team, temos aqui uma fórmula testada e comprovada, que não apresenta uma grande reviravolta tanto na sua mecânica, como no menu de gerenciamento. Tudo parece estar inalterado, assim como a necessidade de buscar a melhor química da equipe, ver os jogadores se moverem no campo de uma forma coerente, ou até mesmo a presença de milhares de cartões diferentes, graças ao qual temos a capacidade de construir dezenas de formações diferentes, todas igualmente eficazes.

Mais sobre FIFA 17

Tanto on-line e off-line, FIFA 17 apresenta boas condições. Você quer jogar contra adversários aleatórios ou quer organizar partidas com equipes virtuais. Isso é possível graças à experiência e infra-estrutura que o jogo oferece. O segmento online demonstrou sempre um desempenho sólido e comprovado, garantindo uma ótima experiência.

Sobre a jogabilidade, a maior novidade deste ano é a estreia do novo motor gráfico, o Frostbite, o que permitiu uma grande evolução em alguns aspectos da experiência, tais como gráficos e física, apesar de outros elementos permaneceram quase inalterados. Em outras palavras, FIFA 17 é jogado de forma muito semelhante aos anos anteriores. Não que este capítulo seja uma cópia de FIFA 16, mas muitas das suas características passadas, algumas positivas, outros negativas, estão também no jogo deste ano.

Partimos pelas coisas positivas. Certamente o sistema de física do jogo é muito melhor, os confrontos são mais realistas e os jogadores se movem fluidamente, atuando em uma série de animações realmente notáveis. Também é dado aos jogadores ainda mais controle nos chutes e passes. O mais importante é saber como usar todos esses comandos úteis para conter seu avanço. O gatilho esquerdo serve para proteger a bola, uma boa opção para evitar que o defensor tome ela de seus pés enquanto parte em direção ao ataque.

O que não funciona bem, especialmente quando comparado com PES 2017, é a inteligência artificial. Os jogadores vão tentar cobrir os espaços do campo da maneira mais inteligentes, propondo um ataque eficaz, mas não parecem ter a mesma astúcia na defesa, ocasionando mudanças repentinas de direção. Além disso, às vezes os jogadores não conseguem antecipar os movimentos do jogador adversário causando uma série de colisões em um nível bastante cômico.

Mas são as animações, como sempre, o verdadeiro ponto forte da experiência, em número, complexidade e qualidade. Os jogadores se movem fluidamente no campo e podem fazer quase tudo o que você vê em um jogo de verdade. A impressão é que a EA Sports passou o último ano trabalhando no seu novo motor para não errar e correr o risco de perturbar o equilíbrio já alcançado. Vamos, portanto, tem que esperar um pouco para ver o verdadeiro potencial do Frostbyte, uma vez que a novidade deste ano pode ser apenas a ponta do iceberg.

As bases estabelecidas, no entanto, permitem que você tenha uma simulação de física refinada, com uma qualidade de infra-estrutura que garante quase sempre uma experiência ótima. Sendo assim, podemos dizer que FIFA 17 fez o seu melhor e vai oferecer muita diversão para os próximos 12 meses. Quem estiver disposto a dedicar seu tempo vai ficar satisfeito com o título da EA, sem contar que o jogo será sempre atualizado para reproduzir o comportamento de cada time em sua respectiva liga.

FIFA 17 - Análise Christian Donizete O Frostbite pode ser o inicio de uma nova era. 2016-10-03T08:30:00-03:00 4 5

Comentários (10)

Os comentários estão agora fechados. Obrigado pela sua contribuição!

  • Carregando...