Brasilgamer.com.br

Grand Theft Auto 5 - Análise

Temos aqui mais do que uma simples remasterização.

Grand Theft Auto 5 foi um título que recebeu inúmeros elogios quando chegou ao PS3 e Xbox 360. Após seu lançamento muitos rumores começaram a rondar a Internet sobre uma possível remasterização para a nova geração de consoles, assim como sua chegada ao PC. No entanto, a Rockstar não se contentou em simplesmente trazer uma remasterização, mas incluiu uma série de novidades para tornar o jogo mais atrativo, principalmente para quem já jogou o título na antiga geração.

A primeira coisa que vem à cabeça quando pensamos em uma remasterização são os gráficos, e esse aumento de resolução permitiu que a Rockstar inserisse texturas mais detalhadas, além de vários retoques que levam o jogo para um novo patamar visual. A diferença é fantástica e somos levados a uma nova e vibrante Los Santos, com um maior número de veículos e NPCs disponíveis na tela.

A vegetação é muito mais realista, a iluminação melhorou muito em comparação a versão anterior, principalmente durante a noite. As animações faciais tornam os diálogos mais realistas e além dessas alterações, o jogo ainda recebeu 150 novas canções que se juntam ao repertório do título.

Porém a grande sacada nessa nova versão é sem dúvida a visão em primeira pessoa. Oferecer uma nova perspectiva aos jogadores é uma inovação bem-vinda e que nos dá a sensação de ter em mãos algo realmente novo. Explorar Los Santos em primeira pessoa é algo completamente diferente e funciona tão bem como em terceira pessoa, principalmente durante nossos passeios de carro, onde agora é possível ver em detalhes o interior do seu carango preferido. A opção em primeira pessoa terá prioridade durante tiroteios, algo que será muito apreciado aos adeptos de GTA Online.

Outra novidade, em especial na versão para PS4, está nas funcionalidades do DualShock 4, que envolve o alto-falante, a barra de luz e outras características do touchpad. O alto-falante, por exemplo, será usado para chamadas de telefone e rádio da polícia, enquanto o touchpad permite mudar as estações de rádio ou armas equipadas. Até mesmo a barra de luz é utilizada quando você estiver sendo perseguido pela polícia. Ela começará a piscar alternadamente em vermelho e azul (as cores típicas da sirene).

Mais sobre Grand Theft Auto 5

Como você já está cansado de ouvir GTA V traz três protagonistas. Michael, um cara boa pinta com muito dinheiro, mas que não tem um bom relacionamento com a família. Franklin é o mais novo dos três leva a vida na malandragem e busca uma maneira de melhorar seu padrão de vida. Já Trevor, o último deles, o qual encontramos mais tarde no jogo, é o mais velho e trabalhou no passado ao lado de Michael. É um cara totalmente violento e agressivo, que não precisa de motivo algum para matar uma pessoa.

Grand Theft Auto 5 em primeira pessoa

Em meio a esse mundo aberto de Los Santos, os três poderão encontrar muita coisa para fazer, coisas para roubar e, é claro, muuuuita diversão. Você pode alternar entre Franklin, Trevor e Michael manualmente ou automaticamente em determinados momentos. Cada um deles possui seus objetivos dentro do jogo, além de suas características principais.

Em relação ao enredo do jogo, tudo caminha para levar os personagens ao mundo do crime e, como agora não temos apenas um, mas três personagens, cada um vai atrás do seu ideal. A Rockstar conseguiu alinhar bem as coisas. Michael, um ladrão aposentado começa aos poucos voltar à ativa. Logo Franklin já está envolvido e planejam o primeiro roubo juntos, até Trevor entrar em cena.

Juntos os personagens terão mais de 60 missões para cumprir e é realmente satisfatório quando ambos estão participando do mesmo objetivo. Isso renova a série e muda a forma como encaramos as missões no jogo. Além disso, vamos perder muitas horas apenas conduzindo um veículo por ai enquanto os três amigos trocam conversas e juras de lealdade. Claro, que no calor da batalha - mais precisamente uma perseguição policial - as coisas mudam de figura e poderemos ver Michael atirando pela janela e pisando fundo no acelerador.

Grand Theft Auto V - Novo trailer para PC, PS4 e Xbox One

Falando em tiros, os tiroteios em GTA V são simples e ao mesmo tempo elevados a um novo nível, graças a capacidade de mudarmos de personagem. Por exemplo, podemos estar no comando de Trevor, logo em seguida mudar para Michael, podendo dar cobertura ao amigo em perigo. Ou porque não alterarmos para Franklin, que está a distância cobrindo a área como um Sniper. Existem diferentes abordagens e os resultados são bem interessantes.

Distrações também não faltam em GTA V, onde podemos realizar saltos, desafios de voo, participar de yoga, golfe, tênis, corridas de bicicleta e até triatlos. Além disso, podemos também personalizar o jogador com tatuagens, cortes de cabelo e roupas. Personalizar nosso veículo - pinturas, rodas, vidros, grades, spoilers, melhorar o desempenho da suspensão, motor, freios, e muito mais, além de personalizar nossas próprias armas com silenciadores e mira laser, por exemplo. Nossos personagens além das personalizações citadas acima, podem melhorar seus atributos físicos ao longo do jogo como sua resistência, força e dano causado. Não traz um impacto tão satisfatório no jogo, mas pode ser feito se assim desejar.

Ou seja, sem delongas e com exceção das inovações feitas nessa versão para a nova geração, GTA V é o mesmo jogo e quem já consumiu tudo o que a versão anterior tinha para oferecer pode não encontrar motivos para retornar ao título. No entanto, o esforço realizado pela Rockstar mostra claramente que não temos uma simples remasterização aqui e que seu trabalho, assim como na versão para PS3 e Xbox 360, é mais uma vez sensacional.

10 / 10

Grand Theft Auto 5 - Análise Rodrigo Spinetti Temos aqui mais do que uma simples remasterização. 2014-11-18T12:00:00-02:00 10 10

Comentários (6)

Os comentários estão agora fechados. Obrigado pela sua contribuição!

  • Carregando...