Brasilgamer.com.br

Just Dance 2015 - Análise

É hora de tirar o sofá da sala e requebrar o esqueleto.

Mais um ano, mais um Just Dance. A Ubisoft lançou no final de outubro a nova versão de seu jogo de dança que vem conquistando fãs a cada ano. Uma mecânica simples, onde devemos imitar a coreografia exibida na tela e conquistar o maior número de pontos possíveis para ser o grande vencedor.

Em Just Dance 2015 a fórmula é praticamente a mesma com algumas novidades, mas a grande sensação e, o que atrai novos e antigos jogadores, é a grande variedade de músicas disponíveis. Os mais recentes lançamentos estão presentes junto as músicas clássicas. As músicas oferecem coreografias simples e outras bem complexas, mas para aumentar a longevidade é possível comprarmos versões alternativas de suas músicas preferidas. Um jogo que certamente ainda tem potencial para agradar crianças, adolescentes e adultos.

Just Dance 2015 ganha mais um breve trailer

O Autodance continua presente e foi levemente remodelado. O modo Community Remix permite que você grave sua performance com a câmera do console e seja avaliado pela comunidade. Aqui você cria sua própria coreografia e compartilha seu vídeo. Após isso é só cruzar os dedos. Os melhores vídeos podem receber uma versão desenvolvida pelos produtores.

A versão testada para Xbox One suporta até 6 jogadores e um fato estranho é que mesmo que tenha 5 pessoas jogando e uma apenas observando, ali parada, essa pessoa é registrada pelo kinect e recebe até uma pontuação. Em um dos casos um participante ficou em terceiro lugar sem ao menos tirar o pé do chão. Realmente uma falha que merece atenção.

Inédito no novo game da Ubisoft, a opção Dance VIP permite aos jogadores se aproximarem ainda mais de seus artistas preferidos. Nesse modo, os fãs podem dançar suas coreografias favoritas e comparar a pontuação com os VIPs, personalidades envolvidas diretamente com o cenário da música. É possível, por exemplo, competir com artistas do jogo, como Austin Mahone e Jessie J, além de personalidades da dança como Richy Jackson, o diretor visual e coreógrafo da Lady Gaga.

Just Dance 2015 - Trailer Holding Out For A Her

O modo Challenger nos insere na competição online. Podemos ser desafiados por dançarinos de todo o mundo, onde o nível dos competidores se torna bem alto, porém não é necessário que seus amigos ou competidores estejam online naquele momento. Nesse modo é possível dançar sozinho para tentar bater outros jogadores de várias maneiras diferentes. Já o modo World Dance Floor leva os jogadores a competições com pessoas em tempo real. Dessa forma, podemos criar uma equipe e desafiar uma outra equipe em uma batalha de dança.

Outra novidade, ou melhor dizendo, uma inovação é o aplicativo Just Dance 2015 Motion Controller, que pode ser baixado gratuitamente e permite aos usuários de Xbox One e PS4 jogarem Just Dance 2015 mesmo sem o Kinect, PlayStation Camera ou PlayStation Move Motion Controller para rastrear seus movimentos e atribuir pontuação às suas coreografias.

Just Dance 2015 - Trailer de lançamento

O aplicativo pode ser baixado em todos os smartphones com sistema operacional Apple iOS 6 (ou superior) e Android 4 (ou superior) e funciona como controle de movimento para que até quatro jogadores se divirtam no PS4 e até seis dancem juntos no Xbox One.

O time de desenvolvimento de Just Dance criou uma experiência que mantém todo o gameplay de Just Dance 2015 exatamente igual. A a única diferença é que o smartphone é usado para pontuar. Se o Kinect, no Xbox One, ou PlayStation Camera, no PS4, não forem detectados quando o jogo for iniciado, aparecerá a seguinte mensagem na tela: "Você precisará de um dispositivo mobile para jogar Just Dance 2015".

Realmente a diversão é palavra de ordem em Just Dance 2015. A Ubisoft conseguiu manter isso através de uma mecânica tradicional já conhecida dos jogos anteriores da série. Oferece uma lista de músicas atuais e clássicas que irão agradar todos os gostos e mais uma vez consegue inovar com essa versão 2015 para manter fiel sua base de jogadores. Sendo assim, é hora de tirar o sofá da sala e requebrar o esqueleto. Os cenários continuam fantásticos e ainda são um ponto forte no jogo. Oferecem uma aparência colorida típica da série, além de uma interface de fácil navegação.

9 / 10

Just Dance 2015 - Análise Christian Donizete É hora de tirar o sofá da sala e requebrar o esqueleto. 2014-11-02T09:00:00-02:00 9 10

Comentários

Os comentários estão agora fechados. Obrigado pela sua contribuição!

  • Carregando...