Brasilgamer.com.br

Middle-earth: Shadow of Mordor - Análise

Talion sai em sua jornada para destruir o exército de Sauron.

Terra-média: Sombras de Mordor conta com um ambiente de jogo dinâmico, onde os fãs orquestrarão seu plano pessoal de vingança, dobrando Mordor à sua vontade. O game começa na noite em que Sauron retorna à Mordor e seus Capitães Negros executam brutalmente os Vigias no Portão Negro.

Entramos na pele de Talion, um ranger que perdeu sua família e tudo que mais estima, e retorna da morte na forma de um misterioso Espírito de vingança. Baseado nas ações dos jogadores através do Sistema Nêmesis, todo inimigo encontrado é distinto e pode evoluir para se tornar um arqui-inimigo pessoal no decorrer da partida. Enquanto a vingança pessoal de Talion se desenrola, os jogadores descobrem o mistério que o coage, a origem dos Anéis do Poder, e confrontam o seu inimigo final.

Uma premissa interessante, mas muitos jogadores, e até eu mesmo, tínhamos a impressão de que Sombras de Mordor seria basicamente um Assassin's Creed, mas podemos afirmar que o jogo possui sua identidade própria. É um jogo de mundo aberto que oferece uma quantidade considerável de atividades primárias e secundárias, onde todas podem ser facilmente acessadas graças a possibilidade de viajar instantaneamente entre as torres desbloqueadas.

Descobrir informações durante a aventura é essencial para seu progresso, compreender um Uruk e usar o poder do elfo para ler sua mente, pode revelar a localização de um oficial. Falar com diversos soldados e até mesmo escravos libertos podem oferecer alguma vantagem estratégica. Lembrando que os Uruks presentes no jogo são gerados através do Sistema Nemesis e são únicos para cada jogador, com exceção de Ratbag, que é um Uruk especial que desempenha um papel crítico na história em que Talion sai em sua jornada para destruir o exército de Sauron.

"Manter o controle dos vários inimigos, e conciliar uma infinidade de corpos, ataques e fatores externos, não torna Sombras de Mordor em um simples passeio."

Descobrir qualquer tipo de informação dá uma certa vantagem e torna tudo muito mais acessível, mas absolutamente não é fácil, em parte porque um Uruk, costuma chamar reforços e não é incomum dois ou três capitães aparecerem e iniciarem uma batalha. Cada um deles é introduzido por um breve intervalo e é indicado por um ícone específico, mas mesmo assim manter o controle dos vários inimigos, e conciliar uma infinidade de corpos, ataques e fatores externos, não torna Sombras de Mordor em um simples passeio.

The Sims 4: dicas, códigos e truques

Mas nem todos irão enfrentar você. Alguns podem preferir fugir, outros ficam raivosos quando um animal em particular faz a sua aparição, ou até mesmo são vulneráveis ​​a ataques à distância. Já os sobreviventes podem ser promovidos ou ganhar poderes através de várias atividades. Porém, enquanto Talion está envolvido em sua vingança, as forças de Sauron sempre irão inserir novos capitães para substituírem os derrotados, tornando o nosso trajeto ainda mais complicado.

Middle-Earth: Shadow of Mordor - Trailer do Nemesis

Talion também vai evoluir e sempre que possível podemos aumentar suas habilidades com a espada, adaga e arco. Você vai perceber que o arqueiro logo se torna uma máquina de guerra equipado com uma série de recursos e técnicas que intimidam qualquer guerreiro, deixando espaço ainda para algumas técnicas de personalização escolhidas de acordo com gostos pessoais de cada jogador.

"O jogo é definitivamente inclinado para o combate e grande parte do tempo você vai derrubar vários monstros. "

O sistema de combate é um ponto forte e oferece confrontos brutais. Uma vez desbloqueado, uma série de movimentos especiais levam a ação para outro rumo. O jogo é definitivamente inclinado para o combate e grande parte do tempo você vai derrubar vários monstros. Em determinados momentos somos inseridos em seções furtivas, que na minha opinião não são tão bem-sucedidas e são bastante indigestas, especialmente porque às vezes nosso personagem é descoberto por acaso por um adversário difícil de localizar e somos obrigados a repetir tudo de novo.

O sistema furtivo é bom quando ele pode ser usado livremente, mas em missões furtivas forçadas acaba sendo frustrante. A dificuldade de fazer movimentos precisos, especialmente entre estruturas mais complexas, é um problema em Terra-média: Sombras de Mordor. Em algumas ocasiões, você não pode executar um ataque como você gostaria e isso deixa tudo um pouco chato. São pequenas imperfeições que são desconfortáveis, mas que não afetam o núcleo do jogo, como já mencionei antes, é quase tudo focado em combate.

Middle-earth: Shadow of Mordor - Trailer de lançamento

Terra-média: Sombras de Mordor possui uma jogabilidade respeitável e sua proposta de mundo aberto torna tudo mais animado em relação ao que estamos acostumados a ver em outros jogos da série. O jogo peca em determinados pontos, mas não afeta a qualidade geral, sendo um jogo altamente recomendado, seja você um fã ou não.

Vale lembrar que Terra-média: Sombras de Mordor está disponível no Brasil para PlayStation 4, PlayStation 3, Xbox One, Xbox 360 e PC. No entanto, a localização em português para as plataformas PS3 e PS4 estará disponível apenas na versão oficial do jogo vendido no Brasil. A versão física chega às lojas no dia 16 de outubro.

9 / 10

Middle-earth: Shadow of Mordor - Análise Rodrigo Spinetti Talion sai em sua jornada para destruir o exército de Sauron. 2014-10-06T08:00:00-03:00 9 10

Comentários (20)

Os comentários estão agora fechados. Obrigado pela sua contribuição!

  • Carregando...