Brasilgamer.com.br

Destiny - Análise

Todo o esforço da Bungie valeu a pena?

Iniciamos nossa aventura e nos deparamos diante de um título com ritmo, quests e um conteúdo muito mais além do que estamos acostumados a ver em um simples FPS.

Destiny é um dos jogos mais aguardados de 2014 e foi lançado no último dia 9 de setembro ao PS3, PS4, Xbox 360 e Xbox One. Um jogo que traz a assinatura da Bungie, o respeitado estúdio que nos presenteou com a série Halo, e agora nos oferece mais uma obra prima. Mas será que todo o hype faz jus ao título ou temos aqui apenas mais um FPS disponível. Após uma análise mais profunda, é isso que vamos descobrir agora.

Analisar Destiny não é uma tarefa fácil, afinal trata-se de um jogo que precisa ser explorado por dias, ou até mesmo semanas, para que possamos entender realmente tudo o que ele oferece, para só então, chegarmos a uma conclusão justa e aplicarmos uma nota digna de um jogo como esse.

Enfim, escolhemos a classe "Caçador" para iniciar nossa aventura e nos deparamos diante de um título com ritmo, quests e um conteúdo muito mais além do que estamos acostumados a ver em um simples FPS. Podemos dizer que a forma como a Bungie adicionou elementos de MMO nesse jogo é simplesmente único, atraindo também com facilidade aqueles jogadores que querem apenas encarar Destiny como um simples jogo de tiro.

Enfrentar dezenas de missões ao lado de NPCs que povoam o jogo serve para acumularmos pontos de experiência para subirmos de nível, alcançando novas habilidades, que mostram a verdadeira característica de um autêntico MMO. Porém Destiny oferece modos competitivos que nos colocam em uma batalha multiplayer repleta de diversão.

"Destiny oferece modos competitivos que nos colocam em uma batalha multiplayer repleta de diversão."

Antes de cada batalha, podemos nos preparar na Torre, um lugar onde você pode reparar e melhorar armas e equipamentos de forma segura. Onde também parte do saque que você recebe durante as missões será composto de itens que você pode equipar ou armazenar. Outros tesouros também se reunirão as matérias-primas necessárias para melhorar seu inventário. No entanto, apesar de armazenarmos itens a Bungie confirmou que não haverá oportunidades de negociarmos esses itens com outros jogadores.

Para jogarmos, seja sozinho ou com os amigos, é necessário estar conectado a Internet, no entanto, apesar dessa limitação a experiência é extremamente divertida, um pouco repetitiva as vezes, mas divertida. Estamos diante de um jogo que nos leva a aceitar todos os tipos de missões. O mais interessante nisso tudo é que a Bungie introduziu vários elementos de um MMORPG tradicional em um jogo de tiro, substituindo, assim, as armas brancas, e magias por armas de fogo de diferentes tipos e tamanhos, voando sobre motos e adquirindo dezenas de habilidades. Além disso, podemos interagir com NPCs para conseguir missões ou apenas comprar novos itens.

Os primeiros 15 minutos de Destiny

Isso deixa o jogador livre para se dedicar a história ou simplesmente realizar missões. Mas como em qualquer MMO é essencial adquirirmos pontos de experiência para subirmos de nível. Só assim poderemos lidar com missões mais exigentes e avançar na história.

Jogar sozinho é possível, mas é nos combates cooperados que as coisas começam a esquentar. As missões ficam mais complicadas e o trabalho em grupo é importantíssimo para alcançarmos nosso objetivo final, o que torna tudo mais emocionante mesmo que seja na companhia de jogadores estranhos.

Comentários (23)

Os comentários estão agora fechados. Obrigado pela sua contribuição!

  • Carregando...