Dark Souls 2 - Análise

Um RPG que exige concentração e persistência do jogador.

Estamos em um mundo sombrio, onde apenas uma tocha é suficiente para iluminar nossos passos.

Versão testada: PlayStation 3

Dark souls sem dúvida ainda encanta vários jogadores pelo mundo, graças a sua estrutura equilibrada, um gampelay extremamente rico e um nível de dificuldade que para muitos é a grande sensação do jogo, capaz de realmente levar um bom desafio ao jogador. Pois essa é também a proposta de Dark Souls 2 em uma tentativa de se manter fiel a série, mas será que os desenvolvedores conseguiram atingir essa meta?

Dark Souls 2 é um RPG que exige concentração e persistência do jogador. No entanto, ao contrário do primeiro capítulo, que exigia mais em relação a orientação do jogador, temos aqui algo mais brando, onde as ameaças são claramente distintas e recebemos diversas instruções durante nosso caminho para deixar tudo menos complicado, mas não teoricamente mais fácil.

O enredo está baseado em um terrível feitiço que torna o nosso personagem principal em um verdadeiro morto-vivo, onde todos os seus esforços estão na busca de uma cura para essa maldição. A cura está em almas que serão coletadas de outros mortos-vivos que ele irá encontrar em um novo reino não muito distante.

Dark Souls 2 - Trailer TGS 2013

O jogo ocorre em Drangleic, um mundo onde podemos encontrar descanso e recuperar nossa energia por diversas fogueiras (que servem para salvar nosso progresso) espalhadas pelo caminho e até mesmo localizar poções de cura e subirmos de nível. Porém como se trata de Dark Souls, vamos encontrar um sistema de combate extremamente elaborado, onde se mover com cautela e sempre em guarda é crucial para ir em frente. Digo isso porque morrer é praticamente uma punição e sempre somos levados para a última fogueira, que honestamente pode estar longe do ponto em que estamos localizados naquele determinado momento.

Além desse simples detalhe, morrer acarreta mais dores de cabeça ao jogador. A primeira morte enfraquece nosso herói, transformando-o em um ser sem alma. Seus inimigos serão ressuscitados e suas moedas e pontos de experiência são retirados e só podem ser coletados novamente em uma segunda tentativa. Caso venha a falhar novamente, ou seja, morrer pela segunda vez, isso significa que você vai perder-los para sempre. Mas se morrer por várias vezes sua barra de energia começa a diminuir e o torna cada vez mais vulnerável ao ataque inimigo.

Para facilitar as coisas, por diversas vezes vamos encarar ao mesmo tempo uma série de inimigos relativamente difíceis utilizando combinações que irão deixar nosso herói extremamente exposto. Aqui temos que usar a cabeça e descobrir como neutralizar seus ataques e lidar com esse tipo de situação, muitas vezes desafiadora até mesmo para os que se consideram veteranos na série.

Mais sobre Dark Souls 2

O interessante é que podemos subir de nível mais rápido e isso nos obriga constantemente a atualizar nossos equipamentos ou magias, dependendo da classe que iremos escolher. As magias estão presentes em maior variedade e podemos até usar as fogueiras para alternar nossos truques. Porém não se preocupe muito com a classe que você deve escolher, pois cada uma oferece itens exclusivos que irão agradar aos mais exigentes.

Entre as novas classes, Dark Souls 2 destaca o Dual Swordsman, um espadachim extremamente habilidoso, que tira total proveito do fato de manipular duas armas ao mesmo tempo. Até mesmo escudos podem ser usados, um em cada mão, para aumentar ainda mais seu sistema de defesa. Outra novidade é a possibilidade de se teletransportar de uma fogueira para a outra, a fim de agilizar o movimento, evitando tempo de inatividade pelo jogo.

Pode parecer estranho essa capacidade de teletransportar, mas isso permite que os desenvolvedores possam criar um mundo maior que possa ser explorado em sua totalidade sem termos muito tempo ocioso. Temos um mundo enorme nos esperando, um mundo que oferece cavernas, aldeias e locais sombrios muitas vezes iluminados apenas pelo brilho da Lua. Tudo para nos inserir em uma atmosfera de medo, onde apenas uma tocha é suficiente para iluminar nossos passos. Vale lembrar que a utilização da tocha força o jogador a desistir do escudo e assumir os riscos - facilitando a localização de áreas secretas.

"Os chefes de fase foram marcantes em Dark Souls e aqui também merecem destaque. Eles se apresentam em uma variedade incrível, onde alguns deles são gigantescos."

Dark Souls II - Trailer de lançamento

Os chefes de fase foram marcantes em Dark Souls e aqui também merecem destaque. Eles se apresentam em uma variedade incrível, onde alguns deles são gigantescos. A variedade de golpes é muito bem executada e seus pontos fracos são estrategicamente elaborados. Não se deixe enganar com a primeira batalha contra um chefe de fase que demonstra ser relativamente fácil, pois os demais logo irão colocar o jogador no devido lugar. Somos forçados a utilizarmos inúmeras estratégias durante o combate, onde o erro pode ser um preço alto a pagar.

Seu motor gráfico realmente melhora muito sua aparência, iluminação e até mesmo a qualidade de som. Adicione também a isso uma nova gestão para escolha inicial de classes. No primeiro jogo era possível escolher e crescer com seu personagem sem nenhum tipo de limitação. Em Dark Souls 2 a escolha será feita automaticamente de acordo com as preferências manifestadas pelos jogadores em um relatório inicial. A IA também está avançada e cada inimigo contará com um número de opções que permite se adaptar as estratégias dos jogadores.

O modo multiplayer está presente em opções co-op e multiplayer competitivo, porém durante o período de testes não foi possível avaliarmos como as coisas funcionam antes do lançamento oficial do jogo. Sendo assim, descartamos essa possibilidade até mesmo pelo fato da campanha solo oferecer tanto conteúdo, que nos permite facilmente evitarmos a jogatina online.

Podemos dizer que definitivamente Dark Souls 2 é mais acessível e linear, continua sendo desafiador, mas não oferece uma dificuldade igual ao que vimos no primeiro jogo. A From Software fez um ótimo trabalho e permite agora que novos jogadores tenham acesso a esse mundo sombrio e assustador. É um jogo com características inovadoras, mas que não consegue superar por completo a obra prima de Dark Souls.

Lembrando que Dark Souls 2 chega ao Brasil com legendas em português.

9 / 10

Leia nosso sistema de pontuação Dark Souls 2 - Análise Christian Donizete Um RPG que exige concentração e persistência do jogador. 2014-03-11T11:00:00-03:00 9 10

Comentários (16)

Os comentários estão agora fechados. Obrigado pela sua contribuição!

  • Carregando...