Need for Speed Rivals - Análise

Novo game da série chega para atual e nova geração de consoles.

Need for Speed: Rivals quer transmitir a verdadeira adrenalina e a intensidade da rivalidade entre policias e pilotos.

Versão testada: Xbox 360

Mais um ano, mais um NFS chega ao mercado. Porém dessa vez o objetivo de Need for Speed: Rivals é transmitir a adrenalina e a intensidade da rivalidade entre policias e pilotos, em um ambiente de estrada aberta e simplesmente deslumbrante, combinando um poderoso motor de jogo - Frostbite 3 da DICE - com um gameplay da próxima geração de consoles. Será essa uma tarefa fácil?

Para começar podemos afirmar que o foco de Rivals está mesmo baseado em intensas perseguições policiais, algo que já estamos acostumados a ver em jogos anteriores da série, mas que aqui oferece uma reinterpretação muito interessante desse tema, que agora permite que você escolha entre duas carreiras distintas - ser um piloto de corridas ilegais ou ser um policial.

Claro, que a escolha que desejar seguir irá mudar a estrutura básica do jogo. Se escolher ser um policial, nosso objetivo é tornar a vida dos pilotos de corrida em um verdadeiro tormento, realizando perseguições, bloqueios e tentando manter a ordem, custe o que custar. Já no papel de piloto de corrida, nossa intenção é totalmente oposta. Aqui nosso objetivo é deixar a adrenalina correr nas veias, desbloquear novos carros e sair ileso das perseguições policiais.

Apesar de termos duas carreiras distintas, é possível alternar entre ambas no momento em que achar oportuno, podendo experimentar vários tipos de desafios. Na pele dos pilotos, vamos encontrar diversos eventos organizados, que envolvem outros pilotos que também querem evitar o contato com a polícia, onde o objetivo é sempre vencer o desafio em questão. Dessa forma, na pele de um policial, os objetivos são mais difíceis de serem concluídos, ou seja, temos que evitar que os pilotos terminem seus desafios.

Geralmente isso nunca será suficiente para cumprimos nossa missão, já que a maioria dos corredores irão terminar o desafio. Para equilibrar esse ponto, os policias devem atingir várias metas para conseguirem cumprir sua missão antes de retornarem ao centro de comando. Alguns exemplos dessas metas são baseadas no número de prisões realizadas, números precisos de colisões traseiras ou laterais e até mesmo o uso de aparelhos para sabotarem os carros dos pilotos. As metas também se aplicam aos pilotos de corrida que podem também concluir missões de tempo, saltos, fugas e assim por diante.

Concluindo as missões, independente da carreira que você optar você terá acesso a novos carros e aparelhos que podem ser utilizados em seu benefício. Para conseguir os carros ou seus benefícios vamos utilizar nossos Speedpoints. É com eles que vamos comprar novos conteúdos na loja, onde iremos encontrar alguns itens particularmente caros.

Porém a grande novidade de Need for Speed: Rivals é a opção de utilizarmos o sistema Alldrive, que decide se iremos competir sozinho ou se vamos permitir que outros corredores reais entrem em nosso jogo - seja na pele de pilotos ou policiais. Neste caso as corridas serão realizadas entre corredores reais e corredores controlados pela CPU. Essa opção gera situações das mais diversas, desde muita adrenalina a cenas hilariantes.

"Rivals apresenta gráficos fantásticos, mas o tempo gasto para a produção não conseguiu apagar a sensação de repetição em determinados momentos do jogo."

Need for Speed Rivals - Trailer de lançamento

Os carros são detalhados e temos também um clico de dia/noite, porém Rivals não está livre de erros. O jogo apresenta gráficos fantásticos, mas o tempo gasto para a produção não conseguiu apagar a sensação de repetição em determinados momentos do jogo, além de deixar a sensação de falta de conteúdo na campanha principal.

Aqui não temos a mesma quantidade de conteúdos de Most Wanted, por exemplo, sem muitas opções e desafios a serem explorados. Vamos encontrar pelo mapa diversos radares de velocidade, e nada mais além disso, ou seja, não há interesse no jogo após conseguirmos desbloquear todos os carros. Isso é realmente uma pena em Rivals.

Com mais conteúdos, certamente poderíamos ter um jogo mais empolgante, pois fora isso temos aqui um jogo que oferece perseguições e um modo multiplayer interessante. Eu acredito que o tempo de produção tenha sido o grande problema aqui. Talvez um cronograma mais extenso poderia ter refletido em um jogo mais robusto.

Mas mesmo assim Need for Speed: Rivals não deixa de ser um jogo recomendado. Amantes da velocidade irão encontrar muita diversão, principalmente no modo Alldrive, porém a falta de conteúdo pode frustar os mais dedicados, que irão certamente gastar a maior parte do tempo em corridas multiplayer.

8 / 10

Leia nosso sistema de pontuação Need for Speed Rivals - Análise Christian Donizete Novo game da série chega para atual e nova geração de consoles. 2013-12-03T08:00:00-02:00 8 10

Comentários (2)

Os comentários estão agora fechados. Obrigado pela sua contribuição!

  • Carregando...