Diablo III - Análise

Como se saiu a versão para os consoles após sua Hegemonia no PC?

A Blizzard nos entregou uma versão de Diablo 3 muito agradável e com um sistema de controle que se adapta perfeitamente aos consoles.

Versão testada: PlayStation 3

A Blizzard trabalhou duro para adaptar uma de suas séries de maior sucesso no PC para chegar aos consoles caseiros e fez isso com muita competência. Em Diablo III, os jogadores assumem o papel de cinco personagens heroicos - bárbaro, feiticeiro, arcanista, monge ou caçador de demônios - e embarcam em uma jornada perigosa para salvar o mundo de Santuário das forças corrompidas do Inferno Ardente.

Conforme os jogadores trilham seus caminhos de Nova Tristram aos Portões Diamantinos do Paraíso Celestial, eles entrarão em combates empolgantes contra hordas de monstros e chefes desafiadores, ganhando experiência e habilidade, adquirindo artefatos de incrível poder e encontrando personagens-chave que os acompanharão nas batalhas ou os ajudarão ao longo do caminho.

Sendo assim, podemos afirmar que as versões para o console, incluem todos os últimos recursos lançados para o game e, todos eles, é claro, adaptados para uma experiência que deixa o teclado e mouse de lado para entrar nos controles tradicionais.

Um desafio? Podemos dizer que sim, que funciona da seguinte maneira: Para mover o personagem, usamos o stick analógico esquerdo, enquanto as várias magias são executadas nos gatilhos e botões. Para efetuar golpes é possível selecionar alvos com o gatilho esquerdo, mas muitas vezes não é necessário porque o personagem vai apontar automaticamente o inimigo mais próximo que fica em frente a ele, uma solução que geralmente evita maiores problemas.

Mais sobre Diablo 3

Mas a verdadeira novidade nos controles é a introdução de evasão, que pode ser realizada com os analógicos, tornando a ação mais rápida e dando mais ritmo ao jogo. Essa novidade também permite manter uma certa distância dos monstros, quando necessário, o que fica difícil de ser realizado na versão para PC.

Esse sistema de evasão oferece um certo conforto ao jogador, que não precisa clicar obsessivamente sobre o mouse em cada ataque realizado, já que os mesmos estão todos a mão e, apesar dos inimigos nesta versão estarem mais fortes, estão em menor número permitindo a realização das manobras evasivas.

Para deixar os fãs mais dedicados sem nenhum tipo de preocupação, isso não quer dizer que Diablo 3 seja mais fácil de se jogar no console do que no PC. Quem quiser realmente um bom desafio, vai encontrar isso na opção de dificuldade Inferno.

O inventário também sofreu algumas adaptações necessárias. Ele se apresenta como se fosse uma roleta, onde podemos selecionar vários equipamentos disponíveis. No entanto, fica disponível na tela a informação do último item coletado, que caso seja necessário pode ser acessado sem entrarmos no menu do jogo. O item aparece em cima do nome do jogador na cor verde ou vermelha indicando, se o mesmo, é melhor ou pior do que o equipamento atual. Essas alterações na interface fazem com que nosso tempo gasto no menu se reduza, dessa forma, nosso tempo de jogo é maior. É uma adaptação perfeita para os consoles e muito eficiente.

"Quem quiser realmente um bom desafio, vai encontrar isso na opção de dificuldade Inferno."

Diablo 3 - Trailer da E3

Porém é claro que Diablo 3 além de seu modo single player, onde temos o prazer de destruir demônios e coletar saques, permite também realizarmos essas mesmas ações junto com os amigos nos modos para quatro jogadores on-line ou local no modo cooperativo. Há uma única regra para o co-op local, onde todos os jogadores devem permanecer dentro de uma área limitada, já no modo online isso não existe e podemos andar livremente onde quisermos.

Graficamente falando o jogo apresenta definições com menor número de detalhes em relação ao PC (Saiba mais em nosso frente a frente). Outro ponto negativo é que a casa de leilões também foi deixada de lado. Mas para equilibrar essa função os objetos coletados ficam relacionados a classe de seu personagem, evitando a utilização dos leilões e garantindo um excelente equipamento.

O trabalho árduo da Blizzard com certeza valeu a pena, onde a mesma, nos entregou uma versão de Diablo 3 muito agradável e com um sistema de controle que se adapta perfeitamente aos consoles. Uma conversão que deve ter deixado muita gente com a "pulga atrás da orelha", mas que a Blizzard realizou com eficiência e muito, mas muito planejamento. Além disso, vale ressaltar que o jogo está totalmente localizado para o português.

9 / 10

Leia nosso sistema de pontuação Diablo III - Análise Christian Donizete Como se saiu a versão para os consoles após sua Hegemonia no PC? 2013-09-09T17:00:00-03:00 9 10

Comentários (10)

Os comentários estão agora fechados. Obrigado pela sua contribuição!

  • Carregando...