PayDay 2 - Análise

Seja um ladrão de bancos e realize o roubo perfeito.

PayDay 2 é um jogo que se trata basicamente de um simulador de roubo. Aqui entramos na pele de quatro criminosos (Dallas, Hoxton, Wolf e Chains - em sua passagem por Washington D.C.) que querem apenas o seu pagamento, quando isso for necessário, é claro. Porém eles não gostam de enfrentar uma rotina de trabalho chata todos os dias, então preferem fazer do jeito mais difícil... realizando assaltos.

Dessa forma, para esses quatro amigos esse trabalho não é apenas emocionante, mas também muito engraçado. Isso porque PayDay 2 não oferece um enredo específico, mas sim o cenário ideal para que os quatro amigos se tornem o ponto forte da narrativa, centrado na construção de uma jogabilidade, digamos que, complexa e muito bem estruturada. Claro que o jogo se baseia no mesmo conceito do game anterior: "seja um ladrão de banco". Mas Payday 2 realmente dá continuidade à experiência do primeiro jogo e a eleva a um novo patamar... a execução do roubo perfeito.

Após escolher seu personagem que estará associado a sua conta, o mesmo irá acompanhá-lo durante todo o jogo, ou melhor, durante toda a sua carreira dentro do crime organizado, ou seja, basta fazer o login no menu principal e entrar na rede social dos criminosos, conhecida como a Crime.Net. É aqui que você vai conseguir suas primeiras informações sobre seus objetivos e também uma lista de contatos.

A partir desse ponto você já está apto a realizar pequenos roubos, seja em joalherias ou pequenos comércios. É possível até assaltar um banco, mas se torna meio perigoso no início, devido ao arsenal que terá a sua disposição. Isso porque os desenvolvedores se preocuparam com uma abordagem mais estratégica, onde a importância de seu arsenal, principalmente de sua arma secundária, vai garantir o sucesso de sua empreitada.

Mais sobre PayDay 2

Para se ter uma ideia, um simples roubo pode rapidamente se tornar em um tiroteio sem precedentes, especialmente em missões mais complexas, onde os policiais se tornam agressivos e nossa missão é impedir que eles avancem, enquanto um de nossos colegas tenta explodir o cofre e arrecadar a grana. Por isso, um bom arsenal é essencial para conseguir reagir a essas situações adversas.

Dependendo da maneira como joga, seja como Mastermind, Enforcer, Ghost ou Technician. Cada "classe" tem 36 habilidades diferentes e equipamentos específicos que podem ser misturados e combinados como você preferir. Além disso, o personagem irá evoluir e se um jogador quer ser furtivo, mas também carregar uma escopeta com silenciador, por exemplo, ele terá que alcançar o nível necessário de experiência para ter acesso às habilidades apropriadas.

O Enforcer, é dotado de força física e alta resistência, bom para enfrentar a SWAT ou carregar sacos pesados ​​de dinheiro que são capazes de retardar os outros jogadores. O Technician e o Ghost são duas classes de apoio: o primeiro é o maníaco por explosivos, pode destruir os cofres com bombas especiais ao invés de simplesmente usar uma broca. O segundo é um personagem invisível, útil para violar o caixa eletrônico, alarmes e sistemas de segurança.

Uma possibilidade muito interessante é a de não manter a sua classe, mas de aproveitar as habilidades dos outros quatro, para criar personagens híbridos, podendo conseguir realizar objetivos com menos esforço com uma ampla gama de situações complexas. Uma característica que certamente melhora a jogabilidade e aumenta a longevidade do título, permitindo que o jogador continue a melhorar o seu personagem sempre que desbloquear as habilidades de uma classe específica.

"O formato de RPG proposto pela equipe de desenvolvimento permite que você crie o seu próprio criminoso e defina o tipo de ladrão que quer ser."

Payday 2 - Trailer de gameplay

Isso ressalta bem o formato de RPG proposto pela equipe de desenvolvimento, que não coloca você atrás de um personagem que apenas vai sair por ai atirando em tudo pelo caminho, mas que permite que você crie o seu próprio criminoso e defina o tipo de ladrão que quer ser.

Porém apesar de ser um título renovador e interessante pelas novas características, PayDay 2 deixou a desejar muito na parte técnica, onde traz o mesmo sistema aplicado no seu antecessor. Isso mostra um visual fraco para os padrões dos jogos atuais, que pode ter ocorrido, ou foi necessário talvez pelo próprio orçamento, mas que infelizmente temos que considerar uma limitação existente.

Mas felizmente esse detalhe não pesa tanto se levarmos em conta a quantidade de inovações que o jogo oferece, sendo assim, o foco do jogo, que é sem dúvida sua jogabilidade cooperada se destaca, fazendo com que os quatro ladrões se sobressaiam em relação as demais dificuldades e, se tornem apenas um bando de caras malucos por armas e máscaras, que estão em busca de muita diversão.

8 / 10

Leia nosso sistema de pontuação PayDay 2 - Análise Christian Donizete Seja um ladrão de bancos e realize o roubo perfeito. 2013-08-13T11:00:00-03:00 8 10

Comentários (5)

Os comentários estão agora fechados. Obrigado pela sua contribuição!

  • Carregando...