Brasilgamer.com.br

The War Z - Análise

Um MMO que decepcionou.

Com certeza, uma análise que pode gerar muita polêmica.

Uma cidade dominada por zumbies, num “mundo” onde até os humanos podem lhe tirar a vida. Um game que deixa muito a desejar tanto na parte gráfica quando na jogabilidade. Uma perda de tempo.

The War Z, se é que vai continuar com este nome, de uma hora para outra, saiu do Steam causando até um certo pânico para quem comprou e para quem queria comprar. Para quem comprou, a Steam se prontificou em devolver o dinheiro. Mas o que aconteceu com o game?

Ao atualizar o game, o usuário é levado ao fórum para ler uma carta aberta. Desculpas sobre problemas técnicos no game e outras informações que não li, (hehe) enchem um texto gigantesco, mas menor que minha vontade de jogar o game. Logo que comecei a jogar, minha vontade acabou.

“Pagar para ver” é um ditado que não se deve utilizar neste game. Talvez por este motivo, os produtores não disponibilizaram uma versão demo. Não iria vender nada.

Esqueça esta imagem ao lado. Você não vai encontrar uma cena dessa tão cedo no game.

imagem02

Imagem de divulgação do site da produtora.

O desespero já começa logo após a instalação. Para alguns jogadores, e aconteceu comigo, é necessário fazer uma “gambiarra” para rodar o game. “Gambiarra” disponibilizada passo-a-passo no fórum oficial do game. Abre arquivo, inclui IP, altera o protocolo de internet, salva noutra pasta. “Que isso? Eu só quero matar Zumbies” (rs!)

Enfim, depois das “rápidas” alterações, The War Z começa. A primeiro momento, você tem uma opção de personagem. Lanterna, refrigerante são alguns dos primeiros ítens a disposição do jogador. Mas cuidado! Não é permitido morrer! Se você morrer na jogatina (o que vai acontecer a qualquer momento), existem duas opções após sair da partida. Esperar 1 hora para jogar novamente ou criar outro personagem (dos 5 sobreviventes permitido para se criar).

O personagem é visualizado em terceira pessoa. Pode correr, agachar. Andar na espreita numa busca mais detalhada no ambiente com uma lanterna até que é legal. Existe uma barra de estamina que vai diminuindo quando corre com o personagem. Algumas variedades de armas de fogo e armas brancas dão uma jogabilidade maior no game. Um detalhe legal é que dá para fazer umas combinações nas armas. Exemplo, acrescentar uma mira sniper numa metralhadora. Em certas jogatinas demora muito para se encontrar um Zumbie. Passa muito tempo andando procurando um caminho ou algum novo item.

O game é um MMO (Massive Multipleyer Online). E tem tudo o que é para ter. Chat, ítens, armas, exploração em mundo aberto, customização de personagens e níveis. Existe apenas 1 mapa disponível até o momento, Colorado. Mapa baseado no Estado de Colorado-EUA. Muita vegetação e também ambientes urbanos. Algumas construções e veículos tornam o ambiente legal, mas no final acaba sendo muito monótono ter que andar tanto para encontrar alguma ação. As vezes a jogatina é noturna. Numa escuridão total, só a lanterna, se você tiver uma, para se guiar e dar um verdadeiro sinal de alerta para outros jogadores.

image01

Uma imagem numa noite bem iluminada no game. Alguns momentos fica tudo escuro demais.

O game é praticamente uma versão “beta paga”. Modos Normal e Hardcore estão a disposição. A versão analisada foi a 1.1.0 sem nenhum acréscimo de moedas para compras. Movimentos como saltos são estranhos. A qualquer momento você pode ser morto por um zumbie ou até mesmo outros jogadores.

Testamos o game no nosso PC MSI e rodou sem nenhum engasgo. Mesmo na qualidade máxima, o game está longe de ter um gráfico comparável ao da geração atual.

Faltou por parte da empresa uma versão "beta free" para mais usuários jogarem por mais tempo e darem suas opiniões. Quem comprou, vai se sentir na obrigação de ajudar com dicas de melhorias ou ver seu dinheiro indo pro ralo. Quem não comprou melhor aguardar algumas atualizações.

Mais polêmica envolvendo The War Z. Foto ao lado está circulando na internet. War Z teria copiado arte de The Walking Dead.

image03

Um trabalho de divulgação tão bonito. Screenshots trabalhadas, ilustrações e logo bem feito. Pena que este trabalho na imagem do game acaba por se perder numa jogatina ainda em fase de desenvolvimento e debaixo de algumas polêmicas.

2 / 10

A ideia do projeto The War Z é muito legal, mas inda está ruim. Do jeito que está não pode ficar. Deveria ainda ser apenas uma versão teste free. Jogadores casuais devem passar longe desse game. Pelo menos desta versão.

The War Z - Análise Rodrigo Spinetti Um MMO que decepcionou. 2013-01-03T17:11:00-02:00 2 10

Comentários (15)

Os comentários estão agora fechados. Obrigado pela sua contribuição!

  • Carregando...